Noroeste de Minas Gerais volta para Onda Verde e restringe ainda mais o funcionamento dos comércios

Somente os serviços essenciais vão poder funcionar. Prefeitura ainda não informou quando entra em vigor.

Igor Nunes
30/07/2020 - 20h11

Noroeste de Minas Gerais volta para Onda Verde e restringe ainda mais o funcionamento dos comércios

O Comitê Extraordinário Covid-19 definiu, nessa quarta-feira (29/7), o avanço das macrorregiões de Saúde Triângulo do Norte, Centro-Sul e Oeste nas ondas do plano Minas Consciente.

A região Noroeste deverá regredir, para conter o avanço do vírus.

Com a decisão, as macrorregiões Triângulo do Norte e Oeste passam a seguir os protocolos da onda branca, que prevê a abertura de autoescolas, lojas de artigos esportivos e floriculturas. Já a região Centro-Sul avança para a onda amarela, quando é permitida a reabertura segura de salões de beleza, lojas de roupas, calçados, livrarias, papelarias, entre outros serviços.

A macrorregião Noroeste volta a seguir os protocolos da onda verde. Assim, devem funcionar apenas os serviços essenciais, como farmácias, supermercados e padarias.

Adesão

Até o dia 29 de julho, 302 municípios mineiros haviam aderido ao plano Minas Consciente, o que representa 35% do total. Ao todo, 7 milhões de mineiros já estão contemplados.

Novo Minas Consciente

A partir do dia 6 de agosto, as cidades mineiras deverão seguir as regras do novo Minas Consciente. O plano passou por uma reformulação, após consulta pública que contou com 630 contribuições, para atender melhor às necessidades dos municípios mineiros.

Patos Notícias