Paulo Mota desmente boato de que se lançaria como candidato à prefeito de Patos de Minas em 2020

O político afirmou que não participará das eleições municipais, mas continuará na política lutando pela saúde pública.

Caio Machado
25/10/2019 - 15h18

Paulo Mota desmente boato de que se lançaria como candidato à prefeito de Patos de Minas em 2020

O vice-prefeito Paulo Mota desmentiu o boato de que pretende se lançar como candidato à Prefeito de Patos de Minas nas eleições de 2020. Na conversa com o Patos Notícias ocorrida na manhã desta sexta-feira (25), o político assegurou que a prioridade dele continua sendo a saúde pública.

“Sempre deixei claro desde o princípio de que me lançar como pré-candidato a prefeito não era meu objetivo. Minha prioridade é, e sempre foi, melhorar a saúde da região. E uma coisa acaba entrando em conflito com a outra”, disse o vice de José Eustáquio.

O gestor afirma que constantemente é questionado por amigos na política se ele estaria disposto a tentar o cargo, mas ele descarta a possibilidade. “É melhor eu esclarecer de vez que ficarei de fora, até pra que outras pessoas que queiram se lançar, tenham mais liberdade”, observou.

A luta de Paulo Mota é para revitalizar os três serviços atendimentos de saúde público de Patos de Minas, e uma das prioridades é resolver a situação do Hospital São Lucas, que quando não funciona bem, acaba sobrecarregando o Hospital Regional Antônio Dias e a UPA.

“A nossa região abrange 32 municípios, contando Patos de Minas, com uma população média de 750 mil habitantes, e precisamos urgentemente cuidar para que todos possam ser bem atendimentos. Estamos trabalhando duro para isto”, afirmou Mota.

Ao término do mandato, o vice-prefeito deixará de participar das eleições municipais, mas não deixará a política patense. “Precisamos conscientizar os grupos políticos para que parem de disputar os mesmos espaços, pois já estamos sem representatividade a nível nacional”, apontou.

“Meu maior sonho é que um grupo que tenha vocação para eleger candidatos a deputado estadual, lancem seus candidatos, bem como para deputado federal, prefeito, etc., mas que eles consigam ser reeleitos trazendo representatividade para Patos de Minas e permaneçam lá”, conclui.

Fonte e Fotos: Igor Nunes